Esqueça tudo o que você sabe sobre influenciar pessoas. Certamente você já ouviu muitos coaches conhecidos falando sobre o poder da persuasão, mas o que muita gente não sabe é que pra causar impacto na vida das pessoas basta você ser uma pessoa genuinamente boa. Essa é a forma mais fácil de fazer os outros gostarem e reconhecerem você e seus valores.

Em 1936, Dale Carnegie escreveu o livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas” após um estudo intenso de liderança, estudando a psicologia e os motivos que fazem umas pessoas gostarem de outras e como abordar situações difíceis sem ofender os outros.

As ideias que Carnegie sobre como interagir uns com os outros, poderiam tornar o mundo um lugar melhor se todos adotassem em seu dia a dia. Essa é uma das principais premissas do livro, mas abaixo trazemos os principais pilares para você começar a praticar hoje!

1. Não critique, condene ou reclame

Essa atitude apenas deixa as pessoas na defensiva e gera ressentimento. Criticar e condenar torna mais difícil para alguém admitir que está errado porque sente o desejo de justificar suas ações ou pensamentos. Mesmo que mudem de ideia, não será uma mudança duradoura.

2. Faça elogios honestos e sinceros

Todo mundo quer se sentir necessário e importante, isso é realmente muito bom para a auto-estima das pessoas. Mas, é muito fácil distinguir a bajulação superficial do reconhecimento real de boas qualidades e trabalho árduo. Procure qualidades dignas de elogio e não elogie qualquer coisa só pra fazer a outra pessoa se sentir bem. Se for fazer isso, melhor guardar para você. Seja genuíno em cada comentário e comece a influenciar pessoas. 

3. Desperte emoções na outra pessoa

Dale Carnegie não gostava de comer minhocas, mas, ele pescava com minhocas e se saiu muito bem nisso. Ele teria tido sucesso se colocasse como isca coisas que ama, como morangos com creme? Certamente não.

Por isso, nem sempre você precisa falar sobre você e sobre coisas que são do seu entendimento. Conheça a paixão dos outros, as expectativas, fale sobre isso, incentive e mostre como chegar lá. Aguce em cada um, os seus desejos mais pessoais e gere motivação. 

4. Seja genuinamente interessado em outras pessoas

Você não precisa ser tão interessante quanto precisa ser interessado. As pessoas sabem se você está fingindo, então você realmente precisa ter curiosidade e prazer em aprender sobre quem está do nosso lado. Nada mais estimulante do que entender e descobrir coisas novas sobre os outros, cada pessoa é um mar de ideias e características. Procure conhecer às pessoas a fundo, com interesse e não pergunte por perguntar.

5. Sorria

Você tem controle sobre seus pensamentos, então escolha ser feliz. Ser positivo vai longe e é contagioso. Ter um sorriso autêntico no rosto é uma maneira fácil de aumentar as chances de alguém gostar de você.

6. Lembre o nome das pessoas

Lembre-se de nomes! E diga o nome deles com frequência. Cada pessoa sente muito apreço por seu próprio nome e ser lembrado mesmo por pessoas que acabaram de conhecer realmente as faz se sentirem importantes. 

Mostre aos outros que eles são importantes o suficiente para serem lembrados. Melhor ainda, dê um apelido personalizado a eles. Isso mostra como você se importa.

7. Seja um bom ouvinte e incentive os outros a falar sobre si mesmos

É fácil pensar que precisamos dizer as coisas certas para fazer alguém gostar de nós, mas na maioria das vezes é mais importante ouvir do que falar. Todos nós temos interesses pelos quais somos apaixonados e sobre os quais queremos conversar. Quando encontramos um público sinceramente interessado no que temos a dizer, isso nos faz sentir apreciados e importantes.

8. Converse sobre os interesses da outra pessoa

Se você estiver interessado nos outros, eles estarão interessados ​​em você. Encontre um assunto que você sabe que é do interesse de outra pessoa e comece a aprender sobre isso. Deixe que falem sobre o assunto, aprofundem, e certamente eles vão gostar da sua companhia.

9. Faça a outra pessoa se sentir importante e faça com sinceridade

Todo mundo quer ser apreciado. Você não se lembra das inúmeras vezes em que atingiu uma meta (seja pessoal ou profissional) ou colocou muita energia em um projeto e não foi reconhecido por isso? É como se ninguém tivesse percebido! Frases como: “o jantar estava ótimo”, “a decoração ficou incrível”, “o seu trabalho ficou impecável”, são frases que motivam. 

10. O melhor meio de ganhar discussões, é evitá-la

Mesmo quando você “ganha” uma discussão, a outra pessoa geralmente volta à sua opinião anterior depois que terminam de conversar. Tentar provar seu argumento, dizendo que você está certo e a outra pessoa errada nunca leva a nada. Ninguém gosta de sentir que estava errada, somos muito orgulhosos para isso. Por isso que, quando você discordar de alguém, aproveite a oportunidade para refletir os motivos disso e esteja aberto para ouvir uma nova perspectiva, por mais convicto que você esteja com a sua opinião. Isso não significa que você vai mudar de ideia, muito menos que irá perder uma discussão, apenas que manterá a mente aberta e uma troca significativa. 

11. Respeite a opinião alheia e nunca diga “você está errado”

Se você acerta mais de 50% das vezes, por que não trabalha na Wall Street? Não fique tentando fazer as pessoas mudarem de ideia, seus pensamentos. Não lute contra uma vida inteira de bagagem e vivências que corroboraram seus argumentos. O que você pode fazer é fazer perguntas que façam as pessoas questionarem seus próprios processos de pensamentos. Permita-se compreender a outra pessoa, mesmo (ou especialmente) se ela estiver “errada”.

12. Se errar, reconheça o erro rápido e enfaticamente

É libertador admitir quando você está errado. Isso elimina o fardo que é sempre estar certo e ter razão. Erraremos várias vezes ao longo da nossa vida, isso é um fato. Estar errado não precisa ser embaraçoso, e admitir isso rapidamente é a maneira mais fácil de obter mais respeito e aceitação dos envolvidos. 

13. Comece de um modo amigável

Falando com outras pessoas, não comece por discutir as coisas em que divergem. Comece acentuando, e continue acentuando, as coisas em que estão de acordo. No trecho do livro que selecionei abaixo, você verá como ser amigável faz toda a diferença:

“Li, um dia, uma fábula sobre o sol e o vento. Eles discutiam sobre qual dos dois era mais forte e o vento disse:

“Provarei que sou o mais forte. Vê aquele velho que vem lá embaixo com um capote? Aposto como posso fazer com que ele tire o capote mais depressa do que você”. O sol recolheu-se atrás de uma nuvem e o vento soprou até quase se tornar um furacão, mas quanto mais ele soprava, mais o velho segurava o capote junto de si.

Finalmente acalmou-se e foi embora; então o sol saiu de trás da nuvem e sorriu bondosamente para o velho. Imediatamente ele esfregou o rosto e tirou o capote.

O sol disse então ao vento que a gentileza e a amizade eram sempre mais fortes que a fúria e a força.” 

14. Faça a outra pessoa dizer “sim, sim” imediatamente

Procure introduzir na conversa pontos em comum para conseguir o sim da outra pessoa. Depois de ter um ponto de concordância, em comum, fica muito mais fácil conseguir o sim para outros assuntos. Isso faz com que as pessoas se deixem levar e serem conduzidas gentilmente e até aceitem uma conclusão que teriam negado caso você tenha apresentado de primeira, de forma enfática.

15. Deixe a outra pessoa falar durante maior parte da conversa

A melhor ilustração desse princípio é ao lidar com crianças. Ao invés de gritar, dar ordens a uma criança desobediente, o que funciona melhor é ouvi-la. Às vezes, todas as pessoas precisam concordar para serem ouvidas e, se você as ouvir com sinceridade, a frustração e a negatividade geralmente evaporam.

16. Deixe a outra pessoa sentir que a ideia é dela

Quem se importa em obter crédito? Se você deseja que alguém concorde com você, é melhor deixá-los pensar que quaisquer planos que você teve foram ideias deles. Essa é uma boa prática para fazer amigos e influenciar pessoas. Temos muito mais probabilidade de apoiar e ficar entusiasmados com nossas próprias iniciativas.

17. Tente honestamente ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa

Pare um minuto para contrastar seu grande interesse em seus próprios assuntos com sua leve preocupação com qualquer outra coisa. Perceba então que todas as outras pessoas no mundo se sentem exatamente da mesma maneira! O sucesso em lidar com as pessoas depende de uma compreensão simpática do ponto de vista da outra pessoa. 

18. Seja compreensivo com a outra pessoa

A frase mágica é: Eu sentiria o mesmo se estivesse em sua posição. Seja simpático! Apenas dizer a alguém que você entende sua frustração faz maravilhas para acalmá-la, mesmo que você não possa fazer outra coisa para ajudar.

19. Apele para os motivos mais nobres

É com isso que as pessoas conseguem o que querem. Há duas razões pelas quais uma pessoa faz algo, “uma que soa bem e outra que é a real”. Apele para aquela que soa bem, porque somos todos “idealistas de coração”. Basicamente, a emoção funciona melhor do que a razão.

20. Dramatize suas ideias

Só declarar uma verdade não é suficiente. A verdade deve ser tornada vívida, interessante, dramática. Pense em maneiras interessantes e divertidas de apresentar suas ideias que peguem as pessoas desprevenidas e gere interesse/atratividade.

21. Lance um desafio

Ou talvez você esteja com muito medo de lançar um desafio. Não? Por que você não prova então? É uma ótima tática desafiar alguém a perseverar. Acha que pode lidar com isso? Esse tipo de investida, faz as pessoas despertarem um senso de competitividade positivo, que as motiva a mostrarem mais e provarem seu potencial. 

22. Comece com elogios e apreciação sincera

Às vezes é preciso ser crítico ou dar uma resposta difícil a alguém, mas sempre deve ser um elogio honesto e uma apreciação. Chamar indiretamente a atenção para os erros cometidos surte um efeito maravilhoso em pessoas sensíveis, capazes de se ressentirem com a crítica direta.  Essa pode ser uma boa saída. 

23. Chame indiretamente a atenção sobre os erros alheios

Mude a palavra “mas” para “e”. Comece com um elogio sincero e evite usar o “mas” depois de dizer algo positivo. Pode ter certeza que o ouvinte só lembrará do que veio depois do mas. Comece com uma apreciação honesta e relacione o elogio ao que você está tentando mudar, pontuar. Eu me sentiria melhor ao ouvir: “Eu amo seu livro, mas daria um filme melhor” ou “Eu amo seu livro, e os trechos de ação ficariam incríveis na tela”? 

24. Fale sobre seus próprios erros antes de criticar a outra pessoa

Criticar-se o coloca no mesmo barco que a pessoa que você precisa criticar, então eles não ficam tão na defensiva. O melhor conselho disponível vem de outras pessoas que cometeram erros semelhantes.

25. Faça perguntas em vez de dar ordens diretas

Se você está em uma posição de poder e dá uma ordem direta, você alimenta uma mentalidade de “nós contra eles” entre os que dão e os que recebem ordens. Se você fizer uma pergunta ou sugestão sobre o pedido, no entanto, isso torna o receptor um participante e pode até despertar criatividade suficiente para realizar a tarefa de uma maneira melhor. Certamente, suprimirá qualquer ressentimento por parte dos subordinados.

26. Deixe a outra pessoa ter opções

Se um pássaro entrar em sua casa, é mais eficaz encurralá-lo e prendê-lo, ou deixar uma janela aberta para que ele voe? A regra número um da diplomacia é sempre dar uma saída à outra pessoa, sem prejudicar seu ego. 

27. Elogie cada pequeno e novo progresso

O elogio para os humanos é como sol para as plantas, eles precisam disso para crescer. Isso é muito quando falamos em crianças, que precisam ser estimuladas constantemente para que continuem aprendendo. Os cachorros também, adoram receber uma recompensa quando fazem algo certo, seja um afago ou um biscoito. Com os adultos é o mesmo princípio, faça bons elogios, pontue bons comportamentos e certamente você terá uma resposta positiva disso. 

28. Atribua a outra pessoa uma boa reputação para que ela se interesse em mantê-la

Para continuar seu caminho de influenciar pessoas você deve continuar com esse passo a passo. Um outro ponto importante é ser empático e atencioso em suas interações e dizer às pessoas tudo que acredita delas e divulgar seus pontos positivos. Isso fará com que ela se esforce em manter essa boa reputação. Por exemplo, se você disser para alguém que ele é sempre muito rápido nas respostas, pode ter certeza que ele continuará alimentando essa fama. 

29. Empregue o incentivo. Faça o erro parecer fácil de corrigir

Dizer a alguém que ele é péssimo em alguma coisa é uma maneira de desencorajá-lo, de fazê-lo internalizar esse sentimento e talvez até desistir. Em vez disso, diga a alguém que ela só precisa de prática para melhorar. Encoraje a perseverança, e melhores resultados e quaisquer erros serão suavizados naturalmente.

30. Faça a outra pessoa feliz em fazer o que você sugere

Quando você sabe que alguém não vai gostar do que você tem a dizer a ele, é melhor reformular a frase de uma forma que não ofenda. Se você tiver que desapontá-los, chame a atenção para um caminho positivo a seguir. 

Esses são os princípios básicos do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, mas a verdadeira diversão na leitura são os exemplos históricos que o Dale Carnegie dá. É um clássico que ainda é tão interessante e relevante como quando foi lançado. Ele fornece inúmeras soluções sobre como transmitir corretamente seu ponto de vista sem alienar os outros.

Acesse este link para ler o livro online, boa leitura e comece a colocar em prática. Você verá como suas relações se tornarão muito melhores. 

Fontes: https://landit.com/articles/the-7-pillars-of-connecting-with-absolutely-anyone

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

5/5 (2 Reviews)
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *