A colocação de links internos no seu site é uma das táticas de SEO mais poderosas para você aplicar e começar a ver resultados no posicionamento do Google.

É uma tática usada pela maioria dos sites que você conhece (ou seja, aqueles que já estão classificados no top 10 do Google) por um simples motivo:

Ele tem o poder de melhorar o seu rankeamento.

Não acredita em mim? Leia o artigo até o final abaixo!

Também é extremamente fácil de implementar e possui praticamente risco zero de penalidade.

Gostou da ideia?

Mostrarei tudo o que você precisa saber sobre links internos agora!

Diferença entre link interno e externo

Existem dois tipos de links:

Internos e externos.

Um link interno o levará a uma página da web dentro do mesmo domínio.

Enquanto um link externo o levará a uma página web em um domínio diferente.

Por que o link building interno é importante?

Os links internos permitem aumentar o fluxo do tráfego através do mecanismo de pesquisa e pode ser usado de diferentes maneiras.

Portanto, não deixe de lado a construção de links internos, porque se é importante para o Google, também deve ser importante para você.

Podemos usar para outras finalidades além do SEO também, como para trazer mais conteúdo relacionado e de relevância para o seu público, correlacionar e interligar os assuntos do seu site, etc. 

link interno

# 1 – Links internos ajudam o Google a descobrir conteúdos novos

O Google descobre novos sites / páginas de várias maneiras, embora a maioria das páginas seja descoberta por meio de rastreamento.

Matt Cutts explica mais sobre o processo de rastreamento neste vídeo:

Aqui está uma demonstração prática de como o Google usa o rastreamento para descobrir novas páginas da web:

No momento, o Google tem 113 páginas do meu site em seu índice

(Dica: você pode verificar o status de indexação do seu site: pesquisando no Google).

Print 1

Ou seja praticamente todas as páginas do meu site estão indexadas.

Mas, o Google sabe que os sites mudam o tempo todo.

Por exemplo, você pode alterar periodicamente o conteúdo da página “sobre nós” ou escrever uma nova postagem no blog toda semana. 

Portanto, eles precisam rastrear constantemente os sites / páginas da web para procurar novos conteúdos.

É aqui que entram os links internos.

O Google conta com links internos para descobrir novos conteúdos.

Isso funciona porque sempre que você adiciona uma nova página / postagem ao seu site, ela quase sempre é vinculada a algum lugar do seu site.

Por exemplo, sempre que publico uma nova postagem no blog, ela aparece automaticamente na minha página inicial.

Blog

Como o Google já indexou minha página principal do blog (e páginas da categoria), o rastreador seguirá o link interno para descobrir minha última postagem no blog.

Como eu disse, a maioria dos sistemas de gerenciamento de conteúdo (por exemplo, WordPress) adiciona links internos para novas páginas / postagens automaticamente, mas eles nem sempre estão otimizados para SEO.

É por isso que você precisa de uma estratégia inteligente de links internos.

# 2 – Links internos ajudam o Google a classificar (e entender melhor) suas páginas da Web

Há boatos de que o número de links internos apontando para uma página da web….

É um dos 200 fatores de classificação do Google!

De fato: o próprio Google afirmou que…

“O número de links internos apontando para uma página indica aos mecanismos de pesquisa sobre a importância relativa dessa página”.

Veja a informação no Search Console Help:

link interno

Alguns estudos de caso mostram que uma estratégia inteligente de links internos resultou em enormes ganhos de classificação

Estou falando de um aumento de 40% no tráfego.

Tudo usando nada além de links internos inteligentes.

Mas, por que isso seria um fator de classificação?

O Google usa o número de links internos para descobrir o quão importante essa página pode ser.

Por exemplo, vinculo a minha home, para a palavra-chave principal que quero indexar em diversas páginas e blogposts do meu site. 

Isso indica ao Google que considero este conteúdo de alta importância.

E se eu acho que essa página é importante, é provável que outras pessoas também achem.

Isso passa mais autoridade e credibilidade aos olhos do Google.

Aqui está um bom vídeo mostrando como isso funciona:

Outro aspecto importante dos links internos é o texto âncora usado no(s) link(s).

Isso ajuda o Google a entender do que se trata essa página da web.

Em termos simples:

O texto âncora que você usa para links internos é um importante fator de classificação.

E se você estiver preocupado em ser penalizado pelo Google por manipular texto âncora como esse, não se preocupe.

O Penguin é muito mais flexível quando se trata de links internos.

#3 – Links internos ajudam a ganhar mais dinheiro (sim, sério!)

Os links internos fornecem uma ajuda à navegação para os visitantes no seu site.

Os links no seu menu de navegação fornecem talvez o exemplo mais óbvio disso…

Eles direcionam os visitantes para as páginas mais importantes do seu site.

Mas, isso também é válido para links internos dentro do seu conteúdo.

Eu direciono os visitantes do meu blog para links que considero úteis e que tenham alguma relação com o que estou tratando. 

Por exemplo, se eu estiver escrevendo um artigo sobre marketing digital para o meu blog e citar a palavra-chave “links internos” no artigo, poderei linkar o conteúdo deste artigo publicado à essa palavra. 

Também é indicado linkar seu conteúdo a páginas de conversão (squeeze page) ou assinatura de newsletter para receber e-mail, etc. 

Mas, por que fazer isso?

Porque isso traz mais dinheiro.

O envio estratégico de meu tráfego para certas páginas resulta em mais inscrições por email, conversões e, portanto, mais dinheiro.

Aqui estão algumas ideias de onde usar links internos para ganhar mais dinheiro:

  • Direcionar as pessoas para páginas com alta conversão
  • Direcionar as pessoas para páginas com links afiliados
  • Direcionar as pessoas para produtos / serviços relevantes

Nota: O uso de links internos estrategicamente posicionados ajudará a reduzir a taxa de rejeição.

Isso pode trazer algum benefício para SEO e aumentar indiretamente o seu faturamento.

Por quê?

Como é provável que a taxa de rejeição seja usada como um fator de classificação no Google, se as pessoas clicarem novamente em outra página do seu site isso reduzirá a taxa de rejeição, pois mostra interação com a sua página.

Portanto, embora a taxa de rejeição não seja uma métrica direta de classificação…

Isso indica que as pessoas não estão se envolvendo com seu conteúdo.

Uma taxa de rejeição mais baixa pode significar uma classificação mais alta e, portanto, gerar mais tráfego orgânico.

Mais tráfego = mais dinheiro.

3 estratégias internas de criação de links que você pode implementar hoje

OK, chega de conversa…

É hora de criar alguns links internos estratégicos para aumentar a sua receita:

Aqui estão os três processos pelos quais vou orientá-lo:

  • Método rápido 
  • Método manual (dica: isso é melhor que o método rápido, mas consome mais tempo).
  • BÔNUS: o processo de poder (tentando classificar uma determinada página? – você precisa disso).

Vamos analisar cada um passo a passo.

# 1- Método rápido

Quando se trata de SEO…

 Tempo = dinheiro.

Isso ocorre porque quanto mais uma tarefa demora, menos tempo você gasta em outras tarefas importantes (isso é conhecido como custo de oportunidade).

Meu processo rápido de três etapas pode ser implementado com rapidez…

No entanto, ainda leva a resultados incríveis!

Nota: Este método funciona apenas para sites em WordPress.

Aqui está o processo básico:

  • Crie uma lista de URLs e palavras-chave de destino principais
  • Encontre as palavras-chave LSI para cada uma dessas palavras-chave principais
  • Use o plug-in SEO Auto Linker para adicionar links internos em segundos.

Vamos começar.

Etapa 1 – Reúna uma lista de URLs e palavras-chave principais

Alguns de vocês já terão uma lista de URLs mapeadas para palavras-chave principais.

Nesse caso – cole-os na primeira guia da sua Planilha do Google (essa é a que se chama: “# 1 – URLs / palavras-chave”) e vá direto para a etapa 2.

Caso contrário, você pode usar o SEMRush.

Mas primeiro, você precisa reunir uma lista de URLs do seu site.

Se você tem um mapa do site (o que você deveria ter)…

Você pode simplesmente copiar / colar a lista de URLs do mapa do site na planilha.

Mas se não, aqui está outra maneira super rápida de fazer isso:

Vá para o Google e pesquise o seguinte:

site:seudominio.com

Isso retornará uma lista de todas as páginas do seu site.

Pesquisa Google

Também recomendo definir o número de resultados por página como 100 em “configurações de pesquisa”:

Pesquisa Google

Em seguida, você pode usar este bookmarklet gratuito do Chrome para extrair todos os 100 resultados dos SERPs.

Cole as URLS na coluna da sua Planilha do Google.

Em seguida, use o SEMRush para extrair as palavras-chave.

Basta ir ao relatório da URL (em Pesquisa orgânica) no SEMRush.

Cole o primeiro URL da sua Planilha do Google na barra de pesquisa.

Clique em Pesquisar.

Role para baixo e você verá uma lista de palavras-chave de pesquisa orgânica dessa página.

Clique em Exportar.

Abra o arquivo.csv no Excel e copie / cole a lista de palavras-chave nessa ferramenta gratuita.

Isso converterá a lista de palavras-chave em uma lista separada por vírgula.

Copie a lista separada por vírgula na coluna “palavras-chave principais” na sua Planilha do Google.

Repita o processo com o restante das URLs da sua lista.

Etapa 2 – Encontre as palavras-chave LSI para suas palavras-chave principais

“Palavras-chave LSI” é apenas um termo técnico para  “palavras-chave relacionadas” e, embora haja muito debate sobre o quão úteis elas são para otimizar o conteúdo…

… Elas podem ser usadas para estratégias de links internos!

Por exemplo, se usarmos a palavra-chave “fórmula de lançamento do produto” …

Uma palavra-chave LSI pode ser:

  • ‘lançamentos de produtos’
  • ‘lançamento de um produto’
  • “como lançar um produto”

Encontrar palavras-chave LSI deve ser fácil! 

Comece fazendo um brainstorming de palavras-chave relacionadas. Adicione-os à sua planilha de palavras-chave.

Aqui estão alguns outros métodos que podem te ajudar. 

Como encontrar palavras-chave LSI com o Google

Copie uma das palavras-chave da sua Planilha e cole-a no Google.

Role até a parte inferior da página de resultados e você verá uma lista de pesquisas relacionadas.

Copie palavras-chave relevantes na coluna Palavras-chave LSI na sua Planilha Google

Nota: nem todas as palavras-chave serão relevantes, portanto, faça um filtro!

Repita o processo com o restante das palavras-chave (e de todos os URLs) da sua lista.

Etapa 3 – Adicione essas palavras-chave ao seu site com o SEO Auto Linker

Boas notícias: a maior parte do trabalho já foi feito. O SEO Auto Linker irá fazer praticamente tudo que falta.

A primeira coisa a fazer é instalar o plugin.

Depois de instalado, acesse a página do plug-in no painel do WP e clique em Adicionar novo link.

Em seguida, volte à sua planilha do Google e selecione a guia “# 2 – Para WP”.

Esta planilha puxa todas as palavras-chave que você inseriu em uma lista organizada para colar no WordPress.

Tudo o que você precisa fazer é selecionar um URL no menu suspenso

Copie / cole as palavras-chave do URL da coluna “COPY ME” no SEO Auto Linker.

Clique em Salvar.

O SEO Auto Linker vasculhará seu site procurando essas palavras-chave em outras postagens / páginas.

Se encontrar algum, adicionará automaticamente um link ancorado à sua postagem de blog específica.

Observação: geralmente defino a opção Links por página como 1, pois não quero muitos links em todas as páginas, pois parecem spam.

# 2 – O (melhor) processo de linkagem manual

O SEO Auto Linker funciona bem – o único problema é que você não tem controle total sobre onde esses links são colocados exatamente, pois o plugin decide isso por você.

Na minha opinião, é muito melhor fazer isso manualmente.

Dessa forma, você pode controlar exatamente onde os links internos são colocados e garantir que eles:

  • Façam sentido
  • Atraiam cliques

Veja como fazer isso manualmente:

  • Crie uma lista de URLs e palavras-chave de destino.
  • Use o Google para encontrar páginas / postagens relevantes nas quais adicionar links internos.
  • Repita isso sempre que publicar um novo conteúdo.

Não vou mais reunir URLs e palavras-chave principais novamente.

Basta usar os métodos descritos anteriormente na publicação para fazer isso.

Crie uma planilha alternativa do Google para esse processo! Recomendo fazer uma cópia disso e usá-lo.

Em seguida, basta clicar nos botões gerados ou, se você quiser fazê-lo manualmente pode acessar o Google e pesquisar-

Para encontrar todas as páginas do seu site que o Google considera relevantes para um tópico específico.

Eu sei que realizar essa pesquisa repetidamente pode ser um pouco complicado, mas vale a pena. 

Agora procure os melhores lugares para adicionar links internos. 

Nota: eu recomendo adicionar apenas um link por página. Assim, quando terminar, volte para os SERPs e procure por mais oportunidades de vinculação internas.

Dica importante: faça esse processo sempre que publicar uma nova postagem no blog ou página da web em seu site. Isso não apenas levará o Google a indexar a página muito mais rapidamente, como também aumentará a classificação dela.

#3 – O processo de poder

Existe uma página em particular que você deseja classificar acima de todas as outras…

No entanto, não há lugar nas SERPs?

Se assim for… você precisa utilizar essa metodologia.

Veja como funciona:

  • Encontre as páginas mais poderosas do seu site usando o SemRush
  • Adicione links internos dessas páginas à sua página de destino.

Pronto!

Veja como fazer isso:

Digamos que eu queira aumentar as classificações de um artigo específico. Eu precisaria primeiro encontrar páginas relevantes e poderosas no meu site. O SemRush é uma ferramenta que pode te ajudar nisso. 

Vá para o SemRush e digite seu domínio em “Análise de Backlinks” no lado esquerdo. 

SEMRUSH

Clique em verificar e em seguida clique em “Backlinks”.

Isso mostrará uma lista das páginas mais poderosas do seu site.

Em geral, mais backlinks = mais poder.

Anote todas as páginas das quais você poderia adicionar um link interno.

Verifique se eles são relevantes!

Adicionar um link interno relevante como esse dá à página um enorme impulso de autoridade.

Mas, você não precisa parar por aí; continue trabalhando na lista das principais páginas do SemRush – pode haver outras páginas nas quais você pode adicionar links internos.

Isso dará à página um impulso ainda maior!

Importante: Apenas certifique-se de variar o texto âncora entre as páginas!

Conclusão

A inclusão de links internos é extremamente poderosa, por isso não negligencie essa estratégia. 

Além disso, diferente das estratégias comuns de criação de links internos (de sites externos)…

Links internos estão sob seu total controle.

Você pode decidir:

  • Onde eles são colocados
  • Qual texto âncora eles usam
  • Para quais páginas eles apontam

Dado o fato de que você pode implementar uma estratégia de links internos inteligente em poucas horas…

Eu recomendo fortemente que você dê uma chance a essa estratégia.

Você também pode se interessar por esses conteúdos:

Fonte: https://bit.ly/3aaBaXy

[avs_toc]

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

0/5 (0 Reviews)
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *