O conceito de “marketing” envolve o manejo da apresentação de um produto ou ideia para o público: a primeira impressão a respeito de uma marca ou a consciência coletiva sobre sua presença são a grande chave da publicidade, e atualmente, diversas táticas de psicologia, alcance social, e ferramentas digitais permitem um marketing eficiente capaz de convencer alguém a comprar um produto, mesmo diante de um mercado competitivo. 

Mas e se as mesmas táticas fossem usadas para vender não um produto, mas a si mesmo? Um trabalhador em busca de emprego ou um freelancer atrás de mais uma oportunidade estão inseridos em um amplo oceano de escolhas, e precisam se destacar para serem escolhidos. O marketing pessoal é a aplicação das técnicas de marketing, mas dessa vez, para convencer futuros empregadores de nossa competência, capacidade, e posicionamento no mercado. Quer conhecer? Nosso artigo preparou tudo o que você precisa fazer para entrar no universo do marketing pessoal. 

1- Organização pessoal (documentos, arquivos, portfólio)

Uma das primeiras etapas para começar a realizar o marketing digital é ter em mãos, de forma organizada e centralizada, todos os dados e documentos que serão necessários para o processo. Versões digitalizadas de carteiras de identidade, um currículo atualizado, fotos recentes, portfólio contendo exemplos de trabalhos prévios, formulários de contato, entre outros.

Neste ponto, alguns programas podem ajudar a facilitar o processo: Apps de sincronização em nuvem como o Google Drive e OneDrive criam cópias dos documentos que podem ser acessadas em qualquer computador, e uma boa VPN impede que estes dados sejam roubados ou sofram com ataques de ransomware que podem ser extremamente danosos. 

O crucial é ter todas as informações pessoais organizadas para que você mesmo tenha acesso prático a todo o conteúdo

2- Currículo moderno e identidade digital 

O melhor mecanismo de marketing pessoal para 2021 é aproveitar os recursos de mídia e redes sociais. Dedique alguns dias para criar uma presença digital moderna e eficiente, capturando a atenção de potenciais clientes. Alguns programas podem ajudar: 

SimpleMind:

O SimpleMind é um aplicativo para a criação de mapas mentais, um recurso extremamente útil para profissionais criativos, empreendedores, ou quem precisa organizar as ideias para criar seu perfil. Com o programa é possível associar ideias, misturar conceitos, e organizar pensamentos de forma simples e rápida, e o resultado final é um mapa mental extremamente fácil de visualizar, digerir, e compartilhar. 

Canva: 

Imagine criar um currículo moderno e elegante, uma capa customizada para seu perfil pessoal, panfletos de divulgação e posts para redes sociais incríveis, mas sem precisar ser um especialista em design e sequer aprender a usar programas complexos. O Canva permite que tudo isso seja feito de forma simples com um smartphone ou navegador, e ainda conta com fontes, imagens, layout automático, elementos de imagem e outros recursos para melhorar o visual de suas publicações. 

Para muitas categorias de profissionais, como desenvolvedores, designers, fotógrafos e tradutores, também pode ser interessante elaborar um site ou blog pessoal que, de forma rápida, oferece exemplos de seu trabalho, uma planilha de contato, e responde dúvidas frequentes. Diversas ferramentas podem te ensinar como criar um site de forma simples e barata. 

3- Otimização pessoal

Para finalizar, é importante considerar alguns conselhos que podem nortear suas estratégias de marketing pessoal e aprimoramento pessoal. Lembre-se de que não apenas sua competência como profissional é importante para o mercado de trabalho, mas também a forma como você se apresenta e evolui constantemente. 

  • Networking: Conheça e mantenha uma rede de conexões, contatos e conhecidos relevantes para sua área de interesse. Essas pessoas poderão lhe oferecer vagas, oportunidades, conhecimento técnico, consultoria, e apresentações importantes. Para conseguir mais contatos, fique de olho em seminários, workshops, colegas de trabalho, sites especializados e plataformas de freelance que poderão dar o pontapé inicial em sua chegada ao mercado. 
  • Aperfeiçoamento: Invista em cursos, certificações, atualizações de conhecimentos prévios e treinamento específico. Esse material servirá como base para diferenciar seu perfil de outros concorrentes, e as habilidades adquiridas servirão como ferramentas para melhorar a qualidade do seu trabalho e sua maneira de encarar a área de atuação.
  • Soft skills:  As chamadas “soft skills” são as habilidades que não necessariamente estão relacionadas a criação de um produto, e sim, ao seu comportamento como profissional: o trabalho em grupo, a capacidade de liderança, as habilidades de negociação e comunicação clara, todas comportam um perfil de profissional que pode ser desejado e querido no trabalho, inclusive rendendo indicações futuras. O tempo investido em soft skills pode gerar um retorno excelente em entrevistas de emprego e dinâmicas de grupo, além de melhorar a qualidade e satisfação do profissional. 

Agora você já conhece um pouco do marketing pessoal, e pode ter essas ideias em mente sempre que se apresentar ao universo de sua profissão. O mercado de trabalho é competitivo e exige tanto esforço quanto qualquer outra campanha de publicidade, mas com uma abordagem moderna e bem pensada, os resultados podem surpreender. Confira também as profissões do futuro: descubra as tendências do mercado

Guestpost produzido por Techwarn.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *